Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Valete - 10 Anos

por shangonator, em 13.04.13


YO Este som é dedicado a todos os manos que tão a dizer
que o meu rap tá a ficar muito erudito, tá a ficar
eloquente demais. Se querem ouvir rappers burros,
oiçam rappers burros. Mas não fiquem a ostracizar o nigga que quer cuspir com mais knowledge, o nigga que
que cuspir com mais elevação. Vai cheirar a peida do teu pai pra sentires a merda donde tu vieste man? Fuck
ya niggas!!!

Agora dizem que ?tou intelectual demais pa fazer rap
Que esses putos do hip-hop só curtem rap analfabeto
Desabrocha Almeida Garrett em cada mic aberto
Precisavas de 17 cérebros para absorver o meu
intelecto

Cuspo tão complexo, manos pensam que é um dialecto
Cuspo versos que envergonham o teu rapper predilecto
Quando activo o set mental eu faço surgir um pack
verbal
Com linhas de rap letal, mordaz e insurrecto
Eu sou Moisés, eu quero vida eterna no Sinai
Espero pela minha glória como espera um Samurai
Niggas sabem que é o viris quando a rima enferma sai

A história do liricismo nasceu no esperma do meu pai
E trouxe a kimahera pa esta nova era, atmosfera cai
Vem Valetosfera impera no teu hi-fi

Valete dilacera sempre que traz a rima Muay Tai
Abro crateras quando me transformo em super Einstein
Sou uma pantera para a tua noiva, nigga (ai, ai)
Dou-lhe a versão fera de Halloween e ela fly fly
Já não é rap dos teus dreams é mais um drive-by
Eu não rimo po mainstream eu faço o Zeightgeist
Soa a evolução com o mc valete, a inspiração

Arrumei a tua geração só com maquetes de iniciação
Desde 97 que eu sou muito phat pra competição
Eu tou a anos-luz, vocês inertes na escuridão
Tsunamis encaminho pra esses rappers que eu Katrino
Não percebes o Hip-Hop, até estudares o DNA do
Bambino
Viris é o mais felino, categórico e repentino

Atómico e libertino, histórico como Al Pacino
Metódico e serpentino, eufórico quando extermino
Difamas, levas estrume bem grosso como intestino
E desde 97 pensou-se que eu não ceifava quem fosse
E não deixava sem osso, qualquer suíno
Fiz tudo aquilo sem esforço, até o mais céptico
sentou-se
Insonso e todo dengoso foi genuíno
Estuda a força dos movimentos que eu liderei
Mc como eu, só quando eu fizer um filho com a Jean
Grae

Eu vinquei a minha marca no hip-hop e pimpei
Os meus niggas de Moz diriam que o teu rap é maningue
gay
Eu linchei mc?s deixei-os de saias e babetes
Levas vaias em paletes, és cobaia po meu rap
Rimo com Mc?s, tipo Azagaia e Mc Xeg
Não és da laia dos mais líricos só porque bytas o
Valete

Isso que tu fazes é só waia waia, não tem nexo
Olha o fire no meu rap, sou Damaia till I'm dead
Agora és grande porque fumas kaia com os teus dreads
Tu no kaia e eu a papar a tua catraia sem afecto
O meu rap bate forte, desde as Olaias ao teu beco

Se queres raia vem até ao cimo dos Himalaias onde eu
rappo
Eu fiz o meu buzz a espalhar flyers lá no metro
E a cuspir com mais veneno que manos paiam nos
projects
Estatuto é lendário desde Gaia a Budapeste

Eles vaiam mas eu como-os como papaias e croquetes
Insistem pra que?, quanto mais ensaiam ficam wacks
Vocês malham no abstracto eu espero que caiam no
concreto
Saiam desse projecto, vão para a praia vender caps
Sobressaiam como o rabo da Blaya no Boom Clap

Críticos! Acham que o rap é só beats e que a rima é
coisa pouca
Então avaliem a produção da minha piça na vossa boca
Essa ideia só pode sair duma cabeça ociosa e oca
Isso é o mesmo que ir a Chelas dizer: ?Eu quero que o
Barbosa se foda!?
Eu trago a tropa toda, deixo a tua cota rota

Faço mossa, dou-te coça, tu sabes que um Boss não
poupa
Roubo-te a roupa e ponho um mic na mão
Rimo com aquela vibração que deixa
a tua porca louca
Rappers apanham-me na rua, perguntam-me
se eu tenho beef com o Chulla
Nigga, eu não te pergunto porque
é que tu nem no teu bairro rulas

Porque é que os teus pais são escuros e tu saíste
quase pula
Porque é que o teu álbum vende menos que a mixtape do
Gula
Vê se vais procurar rubis no anús da tua mula
Antes que acabes expulso daqui como os tugas de
Nampula

Tu não tens pedigree, larga o mic veste lingerie
Nigga, eu cuspo um bisturi pa tua espinal medula
Outros dizem: ?Valete eu espanto-me com a tua
notoriedade,
Mal apareces na TV como é que tens tanta
popularidade??
Porque eu trago o discurso que agiganta a comunidade

E as rimas são flores belas que espancam sem piedade
Não compito com mc?s só canto para a posteridade
Esses rappers são wanna be?s só cantam vulgaridades
Suplantam precaridade, transplantam identidades
Descambam, encantam wacks com mediocridade
Eu cuspo grosso até a dormir como os niggas dos
Olivais

Tu nem sequer sabes cuspir, pareces as tias de
Cascais
Nigga, mostra credenciais e traz a rima bem posta
E composta como os mais reais
Os verdadeiros tropas hip-hoper?s são horizontais
A gente leva as nossas frotas engenhocas pos arsenais

Propostas para batalhas, só idiotas e surreais
Porque pos rivais acaba sempre em derrotas e funerais
Tu não és rapper bro, és só uma boca vaga
És um Zé Castelo Branco com roupa larga
Veste outra farda, niggas o teu flow desagrada
Já no futebol eu era o Oceano, tu eras o Gota d?Água

Sopa amarga, alguém rogou-te praga
O teu patrocínio já me ouviu, tens que arranjar outra
marca
Isso é pouco ou nada, nigga, tenta outra vaga
Eu só dou prop?s à tua shorty ela toda desaforada
Louca e depravada, suga o meu pau e fica rouca e
engasgada
Toda estrangulada, tiro o gadget, digo: ?go go Nádia,
Go go Nádia!? Sou o Pai Natal: ?Oh oh já tá?
?Oh no, pára? chama a (po po?)?

Acaba com isso Viris, leva a cena a sério man?
Se vieres à procura de aparato ou stress e chegares
aqui sem modas
Levas com sapatos, é melhor que tenhas reflexos como
Geoge Bush

Levas com tijolos, segue os protocolos
Nigga eu tou muito longe, não enxergas, põe binóculos
Dizem que é injusto eu rappar, porque sou muito mais
que um Mc

Dizem que é injusto porque parece que sou de outra
espécie
Se queres justiça pede a Deus pa nos devolver a
Maddie
E diz ao Cristiano para dar o prémio FIFA ao Messi

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:01



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D